Ação pedagógica do professor: as linguagens a partir do olhar freinetiano

  • Marisa Del Cioppo Elias Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP

Resumo

A criança da atualidade vive mergulhada num mundo feito de símbolos os quais utiliza, desde muito cedo, para desvendar e conhecer o mundo. Em outras palavras, podemos afirmar que, para a “construção de seu conhecimento”, a criança se relaciona com outras crianças, adultos e o meio em que vivem, usando diferentes linguagens. O nosso objetivo é o de discutir como se dá essa construção a partir de um olhar freinetiano, uma vez que, nessa proposta as diferentes linguagens: verbal, gráfica, plástica, corporal, musical, escrita são estimuladas e acolhidas como elemento propulsor de todas as atividades. Ao introduzir no ambiente escolar, técnicas educativas tais como o texto livre, o jornal, a correspondência, o plano de trabalho, a biblioteca de classe, o conselho cooperativo, Célestin Freinet dotou a sala de aula de condições estruturais e funcionais para um trabalho com todas as linguagens, baseado na liberdade de expressão, no intercâmbio de ideias, no tateio experimental, no trabalho criativo e na cooperação
Publicado
jan 31, 2017
Como Citar
ELIAS, Marisa Del Cioppo. Ação pedagógica do professor: as linguagens a partir do olhar freinetiano. Revista Internacional de Formação de Professores, [S.l.], p. 27-40, jan. 2017. ISSN 2447-8288. Disponível em: <https://periodicos.itp.ifsp.edu.br/index.php/RIFP/article/view/633>. Acesso em: 28 set. 2022.
Seção
ARTIGOS