Ação pedagógica do professor: as linguagens a partir do olhar freinetiano

Marisa Del Cioppo Elias

Resumo


A criança da atualidade vive mergulhada num mundo feito de símbolos os quais utiliza, desde muito cedo, para desvendar e conhecer o mundo. Em outras palavras, podemos afirmar que, para a “construção de seu conhecimento”, a criança se relaciona com outras crianças, adultos e o meio em que vivem, usando diferentes linguagens. O nosso objetivo é o de discutir como se dá essa construção a partir de um olhar freinetiano, uma vez que, nessa proposta as diferentes linguagens: verbal, gráfica, plástica, corporal, musical, escrita são estimuladas e acolhidas como elemento propulsor de todas as atividades. Ao introduzir no ambiente escolar, técnicas educativas tais como o texto livre, o jornal, a correspondência, o plano de trabalho, a biblioteca de classe, o conselho cooperativo, Célestin Freinet dotou a sala de aula de condições estruturais e funcionais para um trabalho com todas as linguagens, baseado na liberdade de expressão, no intercâmbio de ideias, no tateio experimental, no trabalho criativo e na cooperação

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

 

Rev. Intern. Form. Prof., Itapetininga, SP, Brasil, e-ISSN 2447-8288

Ano de fundação: 2015

 Licença Creative Commons Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.