Tecnologias e professores de Química: um programa brasileiro de desenvolvimento profissional

Marcelo Prado Amaral-Rosa, Marcelo Leandro Eichler

Resumo


O setor educacional é uma das esferas sociais afetadas diretamente pelas tecnologias digitais. Destinar atenção aos caminhos tomados por tais aparatos é vital para compreender os próprios processos educacionais. Nessa situação, enquadra-se a formação de professores. Assim, o objetivo geral é apresentar as nuances gerais do Programa de Desenvolvimento Profissional para Professores com a finalidade de contextualizar uma estratégia inovadora de formação de professores da rede básica pública de educação a partir das ações formativas desenvolvidas na área de Química. O programa foi ofertado pelo governo brasileiro aos professores da educação básica por meio de um acordo de cooperação internacional entre Brasil e Portugal. As formações ocorreram na Universidade do Porto e na Universidade de Aveiro. Foram ofertadas 175 vagas para professores de todas as regiões do Brasil nas áreas de Língua Portuguesa, Pedagogia, Física, Matemática e Química. A área de Química foi a única que ocorreu em ambas as instituições parceiras, sendo acompanhadas in loco. Percebe-se que o conhecimento por parte da comunidade de professores e pesquisadores sobre a ocorrência dessa formação ofertada pelo governo brasileiro é praticamente inexistente, assim faz-se se suma importância a divulgação dos contextos de ocorrência da mesma, tendo enquanto macro destaque a valorização dos professores da rede pública nacional.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

 

Rev. Intern. Form. Prof., Itapetininga, SP, Brasil, e-ISSN 2447-8288

Ano de fundação: 2015

 Licença Creative Commons Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.