Formação docente para educação do campo: as habilitações em ciências da natureza e matemática

Daniel Fernando Bovolenta Ovigli, Ariane Baffa Lourenço, Pedro Donizete Colombo Junior

Resumo


A formação de professores para educação do campo configura-se como política pública que tomou corpo desde a última década no Brasil, especialmente após o estabelecimento das diretrizes operacionais para a educação básica do campo. Em 2006, as primeiras ofertas de cursos de graduação em educação do campo com habilitações em Ciências da Natureza e Matemática ocorreram em quatro diferentes estados do país, em regiões que historicamente apresentavam número insuficiente de professores para atender à demanda. Um edital divulgado pelo Ministério da Educação em 2012 conclamou universidades públicas para a apresentação de propostas para novos cursos, mostrando demandas e potencialidades para o oferecimento. Considerando que são recentes, há um número limitado de produções acadêmicas sobre estes cursos. Dada a situação descrita, este artigo apresenta um estudo sobre características e referenciais teóricos que orientam a formação de professores no curso de Licenciatura em Educação do Campo - habilitações em Ciências da Natureza e Matemática - oferecidos por instituições públicas federais brasileiras beneficiadas pelo edital de 2012. O material empírico foi construído a partir de revisão da literatura e análise de projetos pedagógicos, eletronicamente disponíveis, relativos aos cursos de graduação em questão. Destaque-se que 42 propostas foram aprovadas pelo edital em tela e incluem instituições de ensino superior localizadas em todos os estados da federação, exceto São Paulo. Por fim, buscamos prestar contribuições à formulação de políticas públicas tendo em vista um sistema educacional que atenda às necessidades dos estudantes deste curso, para a construção de uma efetiva educação no/do campo.

 

Palavras-chave

Educação do campo, formação de professores, educação em ciências, educação matemática.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

 

Rev. Intern. Form. Prof., Itapetininga, SP, Brasil, e-ISSN 2447-8288

Ano de fundação: 2015

 Licença Creative Commons Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.