A reflexão na formação inicial de professores: contribuições das perguntas pedagógicas e das narrativas

  • Adriele Ribeiro dos Santos Universidade de São Paulo/ Mestranda do Programa Interunidades em Ensino de Ciências
  • Manoel de Souza Lamin Netto Universidade de São Paulo/ Licenciando em Matemática e bolsista FAPESP de Iniciação Cinetífica
  • Dulcimeire Aparecida Volante Zanon Universidade Federal de São Carlos/ Professora Dra do Departamento de Metodologia de Ensino do Centro de Educação e Ciências Humanas.

Resumo

Neste trabalho investigamos as contribuições das perguntas pedagógicas do Ciclo de Smyth e das narrativas na promoção da reflexão de duas licenciandas em química no âmbito das disciplinas de Estágio Supervisionado em Ensino de Química A e B de uma universidade pública do Estado de São Paulo. A partir da análise de conteúdo, o estudo revelou que os textos reflexivos auxiliaram as futuras professoras a construir uma relação dialética entre teoria e prática, a reformular suas ações e a reconhecer dificuldades, fraquezas, virtudes e acertos, contribuindo, desse modo, para o desenvolvimento profissional das estagiárias.
Publicado
abr 4, 2020
Como Citar
SANTOS, Adriele Ribeiro dos; LAMIN NETTO, Manoel de Souza; ZANON, Dulcimeire Aparecida Volante. A reflexão na formação inicial de professores: contribuições das perguntas pedagógicas e das narrativas. Revista Internacional de Formação de Professores, [S.l.], abr. 2020. ISSN 2447-8288. Disponível em: <https://periodicos.itp.ifsp.edu.br/index.php/RIFP/article/view/1650>. Acesso em: 01 dez. 2022.

Palavras-chave

Ciclo de Smyth. Educação química. Formação inicial. Professor reflexivo.