BNCC da educação infantil: necessidades formativas críticas e de transgressão aos estagiários(as) em cursos de pedagogia

Claudionor Renato da SILVA

Resumo


A BNCC tem sido um tema recorrente e impulsionador de discussões no campo educacional, em especial, na Educação Infantil, sempre numa perspectiva de crítica, de resistência e de sugestão de sua revogação, em nome da implantação das Diretrizes Curriculares Nacionais. A problemática da pesquisa, de cunho bibliográfico, reside na questão: a BNCC da educação infantil evoca, que necessidades formativas aos estagiários(as) em cursos de Pedagogia? Os resultados apontam que se fazem urgentes ações formativas críticas e de transgressão, exigindo, fundamentalmente, uma mudança de linguagem para os projetos de observação e regência e desafios aos professores orientadores e supervisores.


Palavras-chave


BNCC. Educação Infantil. Estágio. Pedagogia.

Referências


AGUIAR, Márcia Angela da Silva.; DOURADO, Luiz Fernandes. (orgs.). A BNCC na contramão do PNE 2014-2024: avaliação e perspectivas. Recife: ANPAE, 2018.

AGUIAR, Márcia Angela da Silva Aguiar. Relato da resistência à instituição da BNCC pelo Conselho Nacional de Educação mediante pedido de vista e declarações de votos. In: AGUIAR, Márcia Angela.; DOURADO, Luiz Fernandes. (orgs.). A BNCC na contramão do PNE 2014-2024: avaliação e perspectivas. Recife: ANPAE, 2018.

ALMEIDA, Maria Isabel de.; PIMENTA, Selma Garrido. Estágios Supervisionados na formação docente: educação básica e educação de jovens e adultos. São Paulo: Cortez, 2014.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: Ministério da Educação, 2018. Disponível em: < http://basenacionalcomum.mec.gov.br/download-da-bncc >. Acesso em ago. 2018.

CURY, Carlos Roberto Jamil.; REIS, Magali.; ZANARDI, Teodoro Adriano Costa. Base Nacional Comum Curricular: dilemas e perspectivas. São Paulo: Cortez, 2018.

FRANCO, Maria Amélia do Rosario Santoro. Prática pedagógica e docência: um olhar a partir da epistemologia do conceito. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 97, n. 247, p. 534-551, set./dez., 2016.

GHEDIN, Evandro.; OLIVEIRA, Elisângela Silva de. ALMEIDA, Whasgton Aguiar de. Estágio com Pesquisa. São Paulo: Cortez, 2015.

HERNÁNDEZ, Fernando. Transgressão e mudança na educação: os projetos de trabalho. Porto Alegre: Artmed, 1998.

LARANGEIRA, Cintia. A Base Nacional Comum Curricular: uma leitura a contrapelo dos avanços teóricos e metodológicos da Educação Infantil. RevistaAleph, Dossiê Temático, dezembro 2017, Ano XV, Número 29. Disponível em: < http://revistaleph.uff.br/index.php/REVISTALEPH/article/view/618 >. Acesso em ago. 2018.

MONTEIRO, Cíntia Castro.; CASTRO, Letícia de Oliveira.; HERNECK, Heloísa Raimunda. O silenciamento da educação infantil: proposta da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Pedagogia em Ação, v.10, n.1, 1.º semestre, 2018.

PIMENTA, Selma Garrido.; LIMA, Maria Socorro Lucena Lima. Estágio e docência. 4.ª ed. São Paulo: Cortez, 2009.

SAMPIERI, Roberto Hernández.; COLLADO, Carlos Fernández.; LÚCIO, Maria del Pilar Baptista. Metodologia de Pesquisa. São Paulo: MacGrawHill, 2006.

SOUZA, Rachel Freire Torrez de. Os efeitos da BNCC na formação docente. Revista OKARA: Geografia em debate, João Pessoa, PB, v.12, n. 1, p. 69-79, 2018. Disponível em: < http://www.periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/okara/article/view/38217 >. Acesso em ago. 2018.

ZABALZA, Miguel A. O estágio e as práticas em contextos profissionais na formação universitária. São Paulo: Cortez, 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

 

Rev. Intern. Form. Prof., Itapetininga, SP, Brasil, e-ISSN 2447-8288

Ano de fundação: 2015

 Licença Creative Commons Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.