Formando professores reflexivos através da investigação no estágio

Flávia Vieira

Resumo


No presente capítulo, apresenta-se um estudo incidente num modelo de estágio que prevê a formação reflexiva de professores a partir da articulação entre investigação e ensino. Tomou-se como objeto de análise um conjunto de relatórios de estagiários de línguas, procurando-se compreender em que medida ilustram um desenvolvimento profissional reflexivo orientado para práticas educativas mais democráticas. Os resultados indicam que a articulação investigação-ensino no estágio promove práticas reflexivas centradas nos alunos e conduz os estagiários a compreender e desafiar culturas de ensino de línguas dominantes. Constatam-se algumas limitações relativas ao conhecimento explícito sobre investigação pedagógica, à triangulação da informação na análise das práticas, e à reflexão sobre estratégias de formação/ supervisão e processos de investigação pedagógica. Argumenta-se que o desenvolvimento de uma epistemologia praxiológica na formação inicial de professores pode combater uma tradição positivista baseada numa racionalidade técnica, exigindo mudanças profundas nas culturas de formação.


Palavras-chave


Formação reflexiva de professores; Estágio; Articulação investigação-ensino.

Texto completo:

PDF

Referências


BORGES, O.; AQUINO, F. (Orgs.). A Formação Inicial de Professores. Olhares e perspectivas nacionais e internacionais. Uberlândia: EDUFU, 2014.

CANÁRIO, R. A. Prática Profissional na Formação de Professores. In: CAMPOS, B. P. (Org.). Formação Profissional de Professores no Ensino Superior. Porto: Porto Editora, 2002. p. 31-45.

CARR, W. Educational Research as Practical Science. International Journal of Research & Method in Education, v. 30, n. 3, p. 271-286, 2007.

COCHRAN-SMITH, S.; FEIMAN-NEMSER, D.; MCINTYRE, J.; DEMERS, K. E. (Orgs.). Handbook of Research on Teacher Education. 3ª ed. New York: Routledge, 2008.

CONSELHO DA EUROPA. Common European Framework of Reference for Languages. Learning, teaching, assessment. Cambridge: Cambridge University Press, 2001.

ESTRELA, M. A.; ESTEVES, M.; RODRIGUES, Â. Síntese da Investigação sobre Formação Inicial de Professores em Portugal (1990-2000). Porto: Porto Editora, 2002.

FLORES, M. A.; AL-BARWANI. T. (Orgs.). Redefining Teacher Education for the Post-2015 Era. Global challenges and best practice. New York: Nova Publisher, 2016.

FLORES, M. A.; VEIGA SIMÃO, A. M. (Orgs.). Aprendizagem e Desenvolvimento Profissional de Professores. Contextos e perspectivas. Mangualde: Pedago, 2009. p. 17-37.

FLORES, M. A.; VIEIRA, F.; SILVA, J. L.; ALMEIDA, J. Integrating Research into the Practicum: inquiring into inquiry-based professional development in post-Bologna initial teacher education in Portugal. In: FLORES, M. A.; AL-BARWANI, T. (Orgs.). Redefining Teacher Education for the Post-2015 Era. Global challenges and best practice. New York: Nova Publisher, 2016. p.109-124.

FORMOSINHO, J. A. Academização da formação de professores. In: FORMOSINHO, J. (Org.). Formação de Professores. Aprendizagem profissional e ação docente. Porto: Porto Editora, 2009. p. 73-92.

JIMÉNEZ RAYA, M.; LAMB. T. (Orgs.). Pedagogy for Autonomy in Language Education. Theory, practice and teacher education. Dublin: Authentik, 2008.

JIMÉNEZ RAYA, M.; LAMB. T.; VIEIRA, F. Pedagogy for Autonomy in Language Education in Europe. Towards a framework for learner and teacher development. Dublin: Authentic, 2007.

KINCHELOE, J. Teachers as Researchers. Qualitative inquiry as a path to empowerment. London & New York: Routledge Falmer, 2003.

LAWSON, T.; CAKMAK, M.; GUNDUZ, M.; BUSHER, H. Research on Teaching Practicum – a systematic review. European Journal of Teacher Education, v. 38, n. 3, p. 392-407, 2015.

LEICHT, R.; DAY, C. Action Research and Reflective practice. Towards a holistic view. Educational Action Research, v. 8, n. 1, p. 179-193, 2006.

LOUGHRAN, J. Professionally Developing as a Teacher Educator. Journal of Teacher Education. Publicado online em abril de 2014. DOI: 10.1177/0022487114533386.

SCHÖN, D. Educating the Reflective Practitioner. San Francisco: Jossey-Bass Publishers, 1987.

SHULMAN, L. Renewing the Pedagogy of Teacher Education. The impact of subject-specific conceptions of teaching. In: MESA, L. M.; JEREMIAS V. (Orgs.). Las Didácticas Específicas en la Formación del Profesorado. Santiago de Compostela: Tórculo Artes Gráficas, 1993. p. 53-69.

SMYTH, J. A Rationale for Teachers’ Critical Pedagogy. A handbook. Victoria: Deakin University, 1987.

UNIVERSIDADE DO MINHO. Regulamento de Estágio dos Mestrados em Ensino. Braga: Instituto de Educação da Universidade do Minho, 2011.

VAUGHAN, M.; BURNAFORD, G. Action Research in Graduate Teacher Education. A review of the literature 2000–2015. Educational Action Research. v. 24, n. 2, p. 280-299, 2016.

VIEIRA, F. A Experiência Educativa na Formação Inicial de Professores. Atos de Pesquisa em Educação, v. 8, n. 2, p. 768-795, 2013.

VIEIRA, F. Investigação Pedagógica na Formação Inicial de Professores. Uma estratégia necessária e controversa. Revista Estreia Diálogos, n.1, p. 21-29, 2016. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2017.

VIEIRA, F.; MOREIRA, M. A. & PERALTA, H. Research in Foreign Language Education in Portugal (2006–2011). Its transformative potential. Language Teaching, v. 47, p. 191-227, 2014.

VIEIRA, F.; SILVA, J. L.; ALMEIDA, M. J. A Investigação ao Serviço da Formação e do Desenvolvimento Profissional dos Formadores. Um estudo sobre o estágio nos Mestrados em Ensino. In: VIEIRA. F.; SILVA, J. L.; FLORES, M. A.; OLIVEIRA, C.; FERREIRA, F. I.; CAIRES, S.; SARMENTO, T. (Orgs.). Inovação pedagógica no ensino superior. Ideias (e) práticas, vol. 2. Santo Tirso: De Facto Editores, 2016. p. 265-279.

VIEIRA, F.; SILVA, J. L.; VILAÇA, T.; PARENTE, C.; VIEIRA, F.; ALMEIDA, M. J.; PEREIRA, I.; SOLÉ, G.; VARELA, P.; GOMES, A.; SILVA, A. O Papel da Investigação na Prática Pedagógica dos Mestrados em Ensino. In: SILVA, B.; ALMEIDA, L.; BARCA, A.; PERALBO, M.; FRANCO, A.; MONGUINHO, R. (Orgs.). Atas do XII Congresso Internacional Galego-Português de Psicopedagogia. Braga: Universidade do Minho, 2013. p. 2641-2655.

WILSON, S. M.; FLODEN, R. E.; FERRINI-MUNDY, J. Teacher Preparation Research. Current knowledge, gaps, and recommendations. Washington: University of Washington, 2001. Disponível em: . Acesso em: 10 set. 2017.

ZEICHNER, K.; CONKLIN, H. G. Teacher Education Programs as Sites for Teacher Preparation. In: COCHRAN-SMITH, S.; FEIMAN-NEMSER, D.; MCINTYRE, J.; DEMERS, K. E. (Orgs.). Handbook of Research on Teacher Education. 3ª ed. New York: Routledge, 2008. p. 269–289.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

 

Rev. Intern. Form. Prof., Itapetininga, SP, Brasil, e-ISSN 2447-8288

Ano de fundação: 2015

 Licença Creative Commons Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.