Formação de professores para a educação infantil e séries iniciais do ensino fundamental: reflexões sobre a polivalência

Maria Nerice dos Santos Pinheiro, Talita Almeida Rodrigues, Ana Larisse do Nascimento Maranhão, Lia Machado Fiuza Fialho

Resumo


Este artigo objetiva refletir sobre a polivalência. Esta expressão, até hoje,caracteriza a profissão de pedagogo, bem como o trabalho por ele desenvolvido.Este estudo possui natureza qualitativa (BOGDAN E BIKLEN, 1997; THIOLLET, 2011). Foi produzido através de uma pesquisa teórica, a partir de levantamento bibliográfico (GIL, 2008), considerando autores como: Pimenta (1999; 2017), Libâneo (2005), Saviani (2008; 2012), Kassis (2015), Lima (2007), dentre outros, que auxiliaram na construção do debate aqui proposto. Foi possívelcompreender que polivalência é um conceito que pressupõe uma prática em que o profissional possa se adequar às situações e demandas diversas que se apresentam no cotidiano de trabalho. Esta realidade alerta para a importância de revisões no currículo dos cursos de Pedagogia, a fim de se fortalecer a identidade da docência como profissão e melhor definir as especificidades do magistério na Creche, na Pré-Escola e nas Séries Iniciais do Ensino Fundamental.

Palavras-chave


Formação de professores; Polivalência; Docência; Pedagogia

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial curricular nacional para a educação infantil / Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Senado Federal. Lei nº9.9394 - Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília-DF: 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm. Acesso em: 05. jul. 2014.

BOGDAN, R. C.; BIKLEN, S. K. Características da Investigação Qualitativa em Educação. in: BOGDAN, R. C.; BIKLEN, S. K. Investigação qualitativa em educação. Tradução de Maria João Alvarez, Sara Bahia dos Santos e Telmo Mourinho Baptista. Portugal: Porto Editora, 1997. p. 47-51.

CIAMPA, Antônio da Costa. Identidade. In: LANE.; CODO (org.) Psicologia Social: o homem em movimento. Tatuapé, SP: Brasiliense, 1999.

CRAIDY, Carmem Maria; KAERCHER, Gladis Elise P.da Silva. Educação Infantil: pra que te quero? Porto Alegre: Artmed, 2001.

DIDONET, Vital. Não há educação sem cuidado. Revista Pátio Educação Infantil, a. 1, n. 1, p. 6-9, abr./jul. 2003.

DUBAR, Claude. A socialização: construção das identidades sociais e profissionais. São Paulo, SP: Martins Fontes, 2005.

DUBAR, Claude. A crise das identidades: a interpretação de uma mutação. Porto: Edições

Afrontamento, 2006

FREITAS, Helena Costa Lopes de. Certificação docente e formação do educador: regulação desprofissionalização. Educação e Sociedade, Campinas, v. 24, n. 85, p. 1095-1124, dez. 2003.

FREITAS, Helena Costa Lopes de. Formação de professores no Brasil: 10 anos de embate entre projetos de formação. Educação e Sociedade, Campinas, v. 23, n. 80, p. 136-167, set./2002.

GADOTTI, Moacir. Escola vivida, escola projetada. Campinas, SP: Papirus, 1992.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4a.ed. São Paulo: Atlas, 2008.

KASSIS,RenataNassralla. A formação de professoras e professores polivalentes nos cursos de Pedagogia em Instituições de Ensino Superior privadas. Guarulhos, 2015. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de São Paulo, Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, 2015.

LIBÂNEO, José Carlos. Pedagogia e pedagogos, para quê? 8a.ed. São Paulo, Cortez, 2005.

LIMA, Vanda Moreira Machado. Formação do professor polivalente e os saberes docentes: um estudo a partir de escolas públicas. 2007. Tese (Doutorado em Educação) – USP, São Paulo, 2007.

MORETTI, Vanessa Dias.; MOURA, Manoel Oriosvaldo de. A formação docente na perspectiva Histórico-Cultural em busca da superação da competência individual. Revista Psicologia Política. v. 10, n. 20, p. 345-361, jul./dez. 2010.

MOSS, Peter. Para além dos problemas com qualidade. In: Machado, MACHADO, Maria Lucia A. (Org.). Encontros e desencontros em educação infantil. São Paulo: Cortez, 2002.

PERÉZ, Leonardo Fábio Martinez. Questões sociocientíficas na prática docente: ideologia, autonomia e formação de professores. São Paulo: Editora Unesp, 2012.

PIMENTA, Selma Garrido; FUSARI, José Cerchi; PEDROSO,Cristina Cinto Araújo; PINTO, Umberto de Andrade. Os cursos de licenciatura em pedagogia: fragilidades na formação inicial do professor polivalente. Educação e Pesquisa., São Paulo,v. 43, n. 1, p.15-30, jan./mar. 2017.

PIMENTA, Selma Garrido. Formação de profissionais da educação: visão crítica e perspectiva de mudança. Educação & Sociedade, a.XX, n. 68, p. 239-277, dez./1999.

PINHEIRO, Geslani Cristina Grzyb; ROMANOWSKI, Joana Paulin. Curso de pedagogia: formação do professor da educação infantil e dos anos séries iniciais do ensino fundamental. Formação Docente, Belo Horizonte, v. 02, n. 03, p. 136-151, ago./dez. 2010.

MATOS, Kelma Socorro Lopes de.; NASCIMENTO, Verônica. Construindo uma cultura de paz: O projeto paz na escola em Fortaleza.in: MATOS, Kelma Socorro Lopes de (Org.). Cultura de paz, educação ambiental em movimentos sociais: ações com sensibilidade. Fortaleza: Editora UFC, 2006, p. 26-35.

NÓVOA, A. (Org.). Vidas de professores. Porto: Porto Editora, 1992.

RODRIGUES, Talita Almeida. As crenças de discentes do curso de Pedagogia da FACED/UFC sobre o bom professor e a formação inicial. Dissertação (Mestrado em Educação). UFC, Fortaleza, 2017.

ROLDÃO, Maria do Céu. Função docente: natureza e construção do conhecimento profissional. Revista Brasileira de Educação. v. 12, n. 34, jan./abr. 2007.

SAMPAIO, Daniela Dias Furlani. Cultura de paz, educação e meditação com jovens em escola pública estadual de Fortaleza -Ceará.(Pós-Graduação).Universidade Federal do Ceará-UFC. Fortaleza, 2012.

SAVIANI, Dermeval. A pedagogia no Brasil: história e teoria. Campinas: Autores Associados, 2012.

SAVIANI, Dermeval. O curso de Pedagogia e a formação de educadores. Perspectiva, Florianópolis, v. 26, n. 2, p. 641-660, jul./dez.2008.

SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia: teorias da educação, curvatura da vara, onze teses sobre educação e política. 7.ed. São Paulo: Cortez: 1988.

SILVA, Rita de Cássia da. O professor, seus saberes e suas crenças.in:GUARNIERI, Maria Regina (org.). Aprendendo a ensinar: o caminho nada suave da docência. 2a.ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2005.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da pesquisa-ação. 18a.ed. São Paulo: Cortez, 2011.

ZABALZA, Miguel A. Qualidade em educação infantil. Porto Alegre: ArtMed, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

 

Rev. Intern. Form. Prof., Itapetininga, SP, Brasil, e-ISSN 2447-8288

Ano de fundação: 2015

 Licença Creative Commons Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.