Relato de experiências a partir dos estágios supervisionados em ciências biológicas da Universidade Federal do Piauí

Carlos Alves e Silva, Aldina de Figueiredo Cunha, Luciana Barboza Silva

Resumo


O presente trabalho tem o propósito de relatar as experiências desenvolvidas no processo de desenvolvimento dos Estágios Supervisionados do Curso Licenciatura em Ciências Biológicas na Universidade Federal do Piaui. Objetivou ressaltar a importância do estágio na formação inicial de professores de Ciências e Biologia, bem como relatar os resultados do período em estágio e como este impactou a formação e atuação na qualidade do professor. Utilizou se uma metodologia de análise, com observação participante na sala de aula, estudos bibliográficos acerca do professor e sua formação. O estágio consolida-se como parte importante do processo de formação dos futuros profissionais de educação.

Palavras-chave


Estágio; Ciências e Biologia; Docência; Adolescente

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial curricular nacional para a educação infantil/ Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Lei 6.494, de 07 de dezembro de 1977. Dispõe sobre os estágios de estudantes de estabelecimento de ensino superior e ensino profissionalizante do 2º Grau e Supletivo e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L6494.htm. Acesso em: 22 fev. 2018.

BRASIL. Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008. Dispõe sobre o estágio de estudantes; altera a redação do art. 428 da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio de 1943, e a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996; revoga as Leis nos 6.494, de 7 de dezembro de 1977, e 8.859, de 23 de março de 1994, o parágrafo único do art. 82 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, e o art. 6o da Medida Provisória no 2.164-41, de 24 de agosto de 2001; e dá outras providências.. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11788.htm. Acesso em: 22 fev. 2018.

GATTI, B. A. Políticas docentes no Brasil: um estado da arte / Bernardete Angelina Gatti, ElbaSiqueira de Sá Barretto e Marli Eliza Dalmazo de Afonso André. – Brasília: UNESCO, 2011.

GUERRA, M. D. S. Reflexões sobre um processo vivido em estágio supervisionado: Dos limites às possibilidades. 1999.22 fls. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso do Sul, 1999.

GUIMARÃES, M. A formação de educadores ambientais. Campinas: Papirus, 2004.

GUIMARÃES, M. SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL. Parâmetros Curriculares Nacionais: introdução aos parâmetros curriculares nacionais /Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília: MEC/SEF, 1997.

GUIMARÃES, M. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA. SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL. Parâmetros curriculares nacionais: ciências naturais. Brasília: MEC/SEF, 1998.

MILANESI, I. Estágio supervisionado: concepções e práticas em ambientes escolares. Educar em Revista, Curitiba, v. 46, n. 46, p. 209-227, out./dez., 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/er/n46/n46a15.pdf. Acesso em: 23 fev. 2018.

NASCIMENTO. F. D.; FERNANDES, H. L.; MENDONÇA. V. M. O Ensino de Ciências no Brasil: história, formação de professores e desafios atuais. Revista HISTEDBR, Campinas, n.39, 2010.

PIAGET, J. Biologia e conhecimento: ensaio sobre as relações entre as regulações orgânicas e os processos cognitivos. Petrópolis: Vozes, 1973.

PIMENTA, S. G.; LIMA, M. S. L. Estágio e docência: diferentes concepções. Revista Poíesis, [s. n.], v. 3, n. 3, p. 5-24, 2005/2006.

RIOS, A. L.; MATTOS, H. Memórias do Cativeiro. Família, Trabalho e Cidadania no pós-abolição. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000.

SILVA, E. R.; SALES, A. A contribuição do estágio supervisionado para formação do professor de matemática. 2012. Disponível em: http://livrozilla.com/doc/322436/a-contribui%C3%A7%C3%A3o-do-est%C3%A1gio-supervisionado-para. Acesso em: 23 fev. 2018.

TEIXEIRA, P. M. M.; Reflexões sobre o Ensino de Biologia realizado em nossas escolas. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (ENPEC), 3., 2001, Atibaia. Anais..., São Paulo, 1 CD, (2001).

TRIVELATO, S. F.; SILVA, R. L. F. Ensino de Ciências. São Paulo: Lengage Learning, 2011.

UZUNIANIA, D.; D. E.; Sasson, S. Introdução a Biologia. Ed Anglo, São Paulo, 1991.

ZABALA, A. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

 

Rev. Intern. Form. Prof., Itapetininga, SP, Brasil, e-ISSN 2447-8288

Ano de fundação: 2015

 Licença Creative Commons Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.