Construção da argumentação no gênero resenha crítica produzido por alunos do IFgoiano campus Ceres

Thiago Clemente de Melo, Rosilene dos Anjos Sant'Ana

Resumo


Este estudo propõe analisar as dificuldades na construção da argumentação dos alunos dos 2os anos de Agropecuária e Informática Integrados ao Ensino Médio. Além disso, objetiva-se estimular o poder de agência dos participantes por meio do site Janela do Conhecimento. A coleta de dados se deu por meio das produções de resenhas críticas e das opiniões de visitantes internautas e dos participantes. Os dados apontam que é preciso estimular a produção escrita explorando caminhos para a argumentação.

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, M. Questões de estilística no ensino de língua. (Tradução Sheila Grillo e Ekaterina Vólkova Américo),1.ed. São Paulo: 34, 2013.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. (Tradução Paulo Bezerra). 4 ed.São Paulo: Martins Fontes, 2006.

BASSANI, P. B. S.; LAMPERT, G.; MULLER, G. Aplicações web na educação: uma reflexão sobre a relação entre as características técnicas e os processos de interação. Teccogs. n. 9, 102 p, jan. - jun. 2014. Disponível em < http://www.pucsp.br/pos/tidd/teccogs/edicao_9/artigo.html >. Acesso em 05 fev. 2017.

BAZERMAN, C. Gênero, agência e escrita. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

CAMPOS, Magda. Manual de gêneros acadêmicos: resenha, fichamento, memorial, resumo científico, relatório, projeto de pesquisa, artigo científico/paper, normas da ABNT. Mariana, 2012-2013.

CAXILÉ, P. S. A construção do discurso argumentativo no gênero artigo de opinião produzido por alunos finalistas da olimpíada de Língua Portuguesa.In International Congress of Critical Applied Linguistics Brasília, Brasil – 19-21 outubro, 2015. Disponível em:< http://www.uel.br/projetos/iccal/ > Acesso em 02 fev.2017.

CUNHA, H.C.M. A construção da argumentação no ensino médio: um trabalho técnico e retórico. In IV ENLETRARTE. Campo dos Goytacazes -RJ, p.01-08, 2009. Disponível em < http://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/enletrarte/article/view/1701 > Acesso em 20 jan. 2017

DIAS, R. Gêneros digitais e multimodalidade: oportunidades on-line para a escrita e a produção oral em inglês no contexto da educação básica. In: DIAS, R.; DELL‘ISOLA, R. L. P. (Org.). Gêneros textuais: teoria e prática de ensino em LE. Campinas-SP: Mercado das Letras, 2012, p. 295–315.

FLICK, U. Introdução à pesquisa qualitativa. Tradução de Joice Elias Costa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

GIBBS, G. Análise de dados qualitativos. Porto Alegre: Artmed, 2009.

MOITA LOPES, L. P. Pesquisa interpretativista em Linguística Aplicada: a linguagem como condição e solução. DELTA, v.10, n.2, p. 329-338, 1994.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

KOCH, I.G.V. Argumentação e linguagem. 13. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

LEAL, E. J. M.; FEURSCHUTTE, S. G. Elaboração de trabalhos acadêmico-científicos. Recursos eletrônicos/Universidade do Vale do Itajaí, 2011. Caderno de Ensino. Formação continuada. Ensino Superior; ano 2, n. 4.

MAGALHÃES, M. M. A argumentação em redações escolares. Anais do SILEL. Volume 3, Número 1. Uberlândia: EDUFU, p. 01-13, 2013. Disponível em: . Acesso em 10 mai. 2017.

MARCONI. M. A.; LAKATOS, E. M. Técnicas de pesquisa. São Paulo: Atlas, 1999.

MIRANDA, G. L. Limites e possibilidades das TIC na educação. Sísifo. Revista de Ciências da Educação, n. 03, p. 41‑ 50, mai/ago 2007.

MOYSÉS, G. L. R.; MOORI, R. G. Coleta de dados para pesquisa acadêmica: um estudo sobre a elaboração, a validação e a aplicação eletrônica de questionário. In XXVII Encontro Nacional de Engenharia de Produção a energia que move a produção: um diálogo sobre integração, projeto e sustentabilidade- ENEGEP, 27, 2007, Foz do Iguaçu, PR, Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2017.

PERRENOUD. P. Dez novas competências para ensinar. Trad. Patrícia Chittoni Ramos. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

ROCHA, C. H. Reflexões e propostas sobre língua estrangeira no ensino fundamental I: plurilinguismo, multiletramentos e transculturalidade. Vol. 1. Campinas-SP: Ed. Pontes, 2012.

ROJO, R. Letramentos Múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

SOUZA, M. G. O uso da internet como ferramenta pedagógica para os professores do ensino fundamental. Monografia (graduação) – Universidade Aberta do Brasil, Universidade Estadual do Ceará, Centro de Ciências e Tecnologia, Curso de Licenciatura Plena em Informática, Tauá, 2013.

XAVIER, A. C. Letramento digital: impactos das tecnologias na aprendizagem da Geração Y. Calidoscópio. Vol. 9, n. 1, p. 3-14, jan/abr 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Revista Brasileira de Iniciação Científica, Itapetininga, SP, Brasil, ISSN: 2359-232X

 Licença Creative Commons Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.