Design emocional & envelhecimento: um estudo sobre ações projetuais inovadoras para a promoção do envelhecimento saudável

Maria Isabel Mariz May Carmo, Vera Maria Marsicano Damazio

Resumo


A população brasileira está envelhecendo e vivendo cada vez mais, mas suas demandas não estão sendo entendidas, nem atendidas como deveriam pelo Design. O presente trabalho dá continuidade a estudo sobre o potencial do campo conhecido como Design Emocional em contribuir para a promoção do envelhecimento saudável no qual foram identificadas seis importantes perspectivas do Design Emocional, diretamente relacionadas a efeitos positivos dos produtos na vida das pessoas: 1. Sociabilidade; 2. Cidadania; 3. Humor; 4. Identidade; 5. Bem Estar; 6. Auto Estima. O presente trabalho parte da constatação de que o  envelhecimento da população no Brasil ainda é fortemente associado à perda de renda e improdutividade. Assim sendo, um dos possíveis caminhos para reverter esta situação pode ser a criação de oportunidades de participação dos idosos no mundo do trabalho. Ele foi norteado pelas perspectivas “Cidadania” e “Auto Estima” e se concentrou no levantamento de ações com foco no empreendedorismo na velhice. Este estudo se deu em três etapas: a 1ª etapa foi dedicada à revisão bibliográfica sobre envelhecimento saudável, destacando-se os relatórios “Guia Global: Cidade Amiga do Idoso” e "Envelhecimento no Século XXI: Celebração e Desafio”. A 2ª etapa dedicou-se ao levantamento de iniciativas relacionadas ao empreendedorismo para idosos a partir de pesquisas na internet. A 3ª etapa foi dedicada ao acompanhamento do projeto PUC-Rio mais de 50 através do método de observação participante. O estudo contribuiu com subsídios metodológicos para o aprofundamento das perspectivas do Design Emocional “Cidadania” e “Auto Estima”. Seus resultados contribuíram, também, para apoiar dissertação de Doutorado em Design cujo objetivo é estender as ações da PUC-Rio para o público idoso, incluindo empreendedorismo, entre outras

Texto completo:

37-53

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Revista Brasileira de Iniciação Científica, Itapetininga, SP, Brasil, ISSN: 2359-232X

 Licença Creative Commons Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.