Tendência de internações em crianças e adolescentes em tratamento oncológico na região Verdes Campos/RS

Larissa Luma Tomasi Febras, Bruna Segabinazzi Scheid, Luana Bartsch, Leonardo Bigolin Jantsch

Resumo


Objetivo: Analisar a tendência temporal das internações hospitalares de crianças e adolescentes em tratamento oncológico em macrorregião de saúde no Rio Grande do Sul. Método: A pesquisa possui caráter epidemiológico documental analítico, com coleta de dados secundários em base de dados de domínio público. Os dados foram analisados sobre frequência absoluta e relativa. Resultados: Há um crescimento no número de internações ao longo dos últimos 20 anos na região analisadas. As populações mais frequentes são menores de quatro anos e do sexo masculino. A leucemia é o diagnóstico mais frequente nas internações. Conclusão: Há um perfil epidemiológico específico e ascendente que pode conduzir a organização dos serviços de saúde hospitalares.

Palavras-chave


Câncer Infantil. Enfermagem Pediátrica. Hospitalização. Correlação de Dados.

Texto completo:

PDF

Referências


ANTONUZZO, A et al. “Impact of a supportive care service for cancer outpatients: management and reduction of hospitalizations. Preliminary results of an integrated model of care.” Supportive care in cancer : official journal of the Multinational Association of Supportive Care in Cancer vol. 25,1 (2017): 209-212. doi:10.1007/s00520-016-3403-z

BHAKTA, Nickhill et al. “Childhood cancer burden: a review of global estimates.” The Lancet. Oncology vol. 20,1 (2019): e42-e53. doi:10.1016/S1470-2045(18)30761-7

BRASIL. Ministério da Saúde. Coordenação de Prevenção e Vigilância. A Situação do Câncer no Brasil. Rio de Janeiro: INCA, 2006e. 120p

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Especializada e Temática. Protocolo de diagnóstico precoce para oncologia pediátrica [Internet]. 2017. Disponível em: http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2017/fevereiro/17/Protocolo-deDiagnostico-Precoce-do-Cancer-Pediatrico.pdf. Acesso em 24 out. 2020.

DE OLIVEIRA, Aline Tavares et al. Perfil epidemiológico do câncer infantil na Paraíba. Revista Eletrônica Acervo Saúde, v. 11, n. 16, p. e1568-e1568, 2019.

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. RESOLUÇÃO Nº 518/17 – CIB/R. 2017.[Internet]. Disponível em: https://saude.rs.gov.br/upload/arquivos/carga20171210/15101011-cibr518-17.pdf. Acesso em 29 out. 2020.

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. RESOLUÇÃO Nº 255/18 – CIB/R. 2018. [Internet]. Disponível em: https://saude.rs.gov.br/upload/arquivos/carga20180743/18164302-cibr255-18.pdf. Acesso em 24 out. 2020.

NUMICO G, et al. The hospital care of patients with cancer: a retrospective analysis of the characteristics of their hospital stay in comparison with other medical conditions. European Journal of Cancer (Oxford, England : 1990). 2020 Nov; 139:99-106. DOI: 10.1016/j.ejca.2020.08.023.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA. Estimativa 2020: incidência de câncer no Brasil [Internet] 2019. Disponível em: https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files/media/document/estimativa-2020-incidencia-de-cancer-no-brasil.pdf. Acesso em 24 out. 2020.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA. Incidência, mortalidade e morbidade hospitalar por câncer em crianças, adolescentes e adultos jovens no Brasil: informações dos registros de câncer do sistema de mortalidade [Internet]. 2016. Disponível em: http://www1.inca.gov.br/wcm/incidencia/2017/pdf/versao-completa.pdf. Acesso em 24 out. 2020.

LEANDRO, Tânia Alteniza et al . Conforto prejudicado em crianças e adolescentes com câncer. Rev. Bras. Enferm., Brasília , v. 71, n. 3, p. 934-941, Mai 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S003471672018000300934&lng=en&nrm=iso . Acesso em 24 out. 2020.

LUENGO, Ramon Fernandez et al. “Economic burden of cancer across the European Union: a population-based cost analysis.” The Lancet. Oncology vol. 14,12 (2013): 1165-74. doi:10.1016/S1470-2045(13)70442-X

MUTTI, Cintia Flôres et al. Perfil Clínico-epidemiológico de Crianças e Adolescentes com Câncer em um Serviço de Oncologia. Revista Brasileira de Cancerologia, v. 64, n. 3, p. 293-300, 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Revista Brasileira de Iniciação Científica, Itapetininga, SP, Brasil, ISSN: 2359-232X

 Licença Creative Commons Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.