Educação de jovens e adultos e o ensino de ciências: ações da extensão universitária

Andreia Amaral Andrade, Jeane Cristina Gomes Rotta

Resumo


A Educação de Jovens e Adultos é uma modalidade de ensino que oferece oportunidade àqueles que não tiveram acesso ou não concluíram os estudos da educação básica na idade própria.  O objetivo dessa pesquisa foi identificar as contribuições de um projeto de extensão universitária para estudantes da EJA. A abordagem foi qualitativa e os instrumentos de pesquisa foram um questionário e uma carta. Os resultados foram categorizados e indicaram que além de contribuir com a realização dos sonhos de concluírem a educação básica, o projeto tem possibilitado a aprendizagem dos conteúdos de Ciências para além da sala de aula.

Palavras-chave


Educação de jovens e adultos. Extensão Universitária. Ensino de Ciências

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Governo Federal. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Brasília: 1996.

______. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Plano Nacional de Educação PNE 2014-2024: Linha de Base. – Brasília, DF: Inep, 2015.

COSTA, A. C. M. Educação de jovens e adultos no Brasil: novos programas, velhos problemas. Cadernos de Pesquisa – Pensamento Educacional, Curitiba, PR, v. 4, n. 8, p. 64-82, maio/ago. 2009.

FARIAS, A. de F. A formação de professores de ciências naturais e as contribuições de um projeto de extensão universitária. Dissertação do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Universidade de Brasília, Brasília, 2020.

FONSECA, M. da C. F. R.; PEREIRA, J. E. D.; JANNES, C. E. SILVA, L. P. da. O significado de um projeto de extensão universitária na formação inicial de educadores de jovens e adultos. In: ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM EDUCAÇÃO, 23, 2000, Caxambu. Anais eletrônico [...] Rio de Janeiro: Anped, 2000. Disponível em: http://23reuniao.anped.org.br/textos/1808t.PDF. Acesso em 03 de ago. 2019.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua. Rio de Janeiro: IBGE, 2019.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em Educação: Abordagens Qualitativas. São Paulo: Editora Pedagógica e Universitária, 13° edição, 2011.

MONTENEGRO, D. S. Formação Inicial de Professores de Ciências (Química e Física) para a Educação de Jovens e Adultos e o Silenciamento dos Cursos Formadores. Dissertação do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática da Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, 2016.

SCHUMACHER, A. D.; HECKLER, D. O papel do professor no ensino de ciências em turmas de EJA. Trabalho de Conclusão de Curso de Licenciatura em Ciências da Universidade Federal do Rio Grande, Cachoeira do Sul, 2017.

STRELHOW, T. B. Breve história sobre a educação de jovens e adultos no Brasil. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, n. 38, p. 49-59, jun. 2010.

VILANOVA, R.; MARTINS, I. Educação em ciências e educação de jovens e adultos: pela necessidade do diálogo entre campos e práticas. Ciência & Educação, Bauru, SP, v. 14, n. 2, p. 331-346, maio/ago. 2008.

VILELA. D. de A.; SOUZA, A. L. R.; VILELA, I. P. de A.; FERREIRA, J. A.; VILELA, M. P. de A.; ASSIS, R. M. de. Contribuições da extensão universitária para o resgaste da cidadania. In: SEMANA DE LICENCIATURA, 13, 2016, Jataí. Anais eletrônico [...] Jataí: Instituto Federal de Goiás, 2016. Disponível em: http://revistas.ifg.edu.br/semlic/article/view/538. Acesso em 10 de ago. 2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Revista Brasileira de Iniciação Científica, Itapetininga, SP, Brasil, ISSN: 2359-232X

 Licença Creative Commons Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.