Inscrições temporais e perpetuações imagéticas nas séries fotográficas

Vitor Celso Melo de Faria Junior, Paulo Matias de Figueiredo Júnior

Resumo


Apresentamos neste trabalho uma trajetória histórica das séries fotográficas, as principais
manifestações de sequencialidade fotográfica na modernidade e as referências centrais de articulação e
justaposição de imagens a partir de diferentes modalidades de temporalidade. Para tanto, pontuamos ao longo do
presente artigo a crença e os valores ligados à ideia da verdade fotográfica, destacando os paradigmas
cientificistas até meados do século XX. A partir do fortalecimento da arte conceitual na década de 70, novas
possibilidades de transposição da realidade foram abraçadas, ressignificando os modelos de temporalidade e
sequencialidade.


Palavras-chave


Série fotográfica; Fotonovela; Tempo denegado; Tempo inscrito; Tempo decomposto

Texto completo:

PDF

Referências


BOSI, Ecléa. Cultura de massa e cultura popular: leituras operárias. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

BRISOLARA, Valéria Silveira; MEDINA, Roberto. Poesia e autoria: a voz que fala no eu-lírico. In:

SEMANA DE EXTENSÃO, PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO, 10, 2014, Porto Alegre. Anais.

Porto Alegre: SEPESQ, 2014, p. 1-8. Disponível em:

> Acesso em: em 1 nov. 2018.

BRITO, Leomar Jesus Ferreira de. A Temporalidade na Imagem Fotográfica. In: CONGRESSO DE

CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO NA REGIÃO NORDESTE, 9, 2008, Guarapuava, PR. Anais. São

Paulo: INTERCOM, 2008, p. 1-15. Disponível em:

Acesso em 29 out.

CATANHO, Fernanda Jansen Mira. A edição fotográfica como construção de uma narrativa visual.

Revista Discursos fotográficos, Londrina, PR, v.3, n.3, p. 81-96, 2007. Semestral. E-ISSN: 1984-

Disponível em:

Acesso em: em 2

nov. 2018.

COTTON, Charlotte. A fotografia como arte contemporânea. São Paulo: WMF Martins Fontes,

DUBOIS, Philippe. O ato fotográfico e outros ensaios. Trad. Marina Appenzeller. Campinas, SP:

Papirus, 1999.

EISNER, Will. Quadrinhos e arte sequencial. Trad. Luís Carlos Borges. São Paulo: Martins Fontes,

ENTLER, Ronaldo. A fotografia e as representações do tempo. Revista Galáxia, São Paulo, v. 9, n.

, p. 29-46, dez. 2007. ISSN 1982-2553. Disponível em:

https://revistas.pucsp.br/index.php/galaxia/article/download/1485/956> Acesso em 2 nov. 2018.

FIELD, Syd. Manual do roteiro: os fundamentos do texto cinematográfico. Rio de Janeiro: Objetiva,

FONTCUBERTA, Joan. O beijo de Judas: fotografia e verdade. Barcelona, ES: Gustavo Gili, 2010.

OLIVEIRA, Débora Soares; OLIVEIRA, Kamila Nogueira de; PORTO, Bruno Carrijo. A arte após o

advento da fotografia. Revista Eletrônica de Comunicação. Franca, SP, v. 6, n. 1, p. 1-10, 2011.

ISSN: 18099696. Disponível em:

Acesso em 1 nov. 2018.

PIERCE, Charles S. Semiótica. 2. ed., São Paulo: Perspectiva, 1990.

ROUILLÉ, André. A fotografia entre documento e arte contemporânea. Trads. Iraci D. Poleti e

Regina Salgado Campos. São Paulo: Senac, 2009.

SOULAGES, François. Estética da fotografia: perda e permanência. Trad. Constancia Egrejas. São

Paulo: SENAC, 2010.

TUAN, Yi-Fu. Espaço e lugar: a perspectiva da experiência. São Paulo: Difel, 1983.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Revista Brasileira de Iniciação Científica, Itapetininga, SP, Brasil, ISSN: 2359-232X

 Licença Creative Commons Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.