Gênero e educação física escolar: análise das ações didáticas das professoras e dos professores da educação básica

Milena Pires de Sousa, Daniel Teixeira Maldonado

Resumo


O objetivo desse estudo foi compreender como que os professores e as professoras de Educação Física organizam a sua prática político-pedagógica abordando as questões de gênero nas aulas do componente curricular na Educação Básica. Foram analisados 17 relatos de experiência em que esses docentes problematizaram as relações de gênero nas suas aulas. Foi utilizada a análise de conteúdo para interpretar os dados. As discussões de gênero possuem como eixo norteador a desconstrução de um estereótipo da existência de práticas corporais para homens e mulheres.  Sugere-se a organização de práticas pedagógicas fundamentadas pelos preceitos da categoria interseccionalidade/multiculturalidade.

Palavras-chave


Educação Física Escolar; Prática Político-Pedagógica; Gênero.

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, Alessandra Aparecida Dias et al. Relações de gênero na prática do futebol. In: NEIRA, Marcos Garcia; NUNES, Mário Luiz Ferrari. Educação Física cultural: escritos sobre a prática. Curitiba: CRV, 2016. p. 165-180.

ALTMANN, Helena. Educação Física Escolar: relações de gênero em jogo. São Paulo: Cortez, 2015.

BARDIN, Lawrence. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2016.

BOCCHINI, Daniel; MALDONADO, Daniel Teixeira. Estudos culturais em ação: tematizando o funk na escola pública. Cadernos de Formação RBCE. v. 5, n. 1, p. 33-44, 2014.

BORGES, Clayton César de Oliveira. Sprawl, arm drag, double leg, touché...Tematizando a luta olímpica em um currículo culturalmente orientado. In: NEIRA, Marcos Garcia. Educação Física cultural: o currículo em ação. São Paulo: Labrador, 2017. p. 30-41.

BUTLER, Judith. Corpos em aliança e a política das ruas: notas para uma teoria performativa de assembleia. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2018.

CORSINO, Luciano Nascimento. O badminton como possibilidade para (Co)Educação Física Escolar: caminhos e perspectivas. In: VENÂNCIO, Luciana et al. Educação Física no Ensino Fundamental II: saberes e experiências educativas de professores(as) pesquisadores(as). Curitiba: CRV, 2017. p. 191-206.

CORSINO, Luciano Nascimento; AUAD, Daniela. Relações raciais e de gênero: a educação física escolar na perspectiva da alquimia das categorias sociais. Educação: Teoria e Prática. Rio Claro, v. 24, n. 45, p. 57-75, 2014.

CRUZ, Marlon Messias Santana; PALMEIRA, Fernanda Caroline Cerqueira. Construção da identidade de gênero na Educação Física Escolar. Motriz, Rio Claro, v. 15, n. 1, p. 116-131, 2009.

DEVIDE, Fabiano Pires et al. Estudos de gênero na Educação Física brasileira. Motriz. Rio Claro, v. 17, n. 1, p. 93-103, 2011.

DORNELLES, Priscila Gomes. Marcas de gênero na Educação Física Escolar. A separação de meninos e meninas em foco. Motrivivência. Ano XXIII, n. 37, p. 12-29, 2011.

FAUSTO-STERLING, Anne. Dualismo em duelo. Cadernos Pagu (17/18) 2001/02: p.9-79.

GARCIA, Emilia Fernandez. Prólogo. In: KNIJNIK, Jorge Dorfman; ZUZZI, Renata Pascoti. Meninos e meninas na Educação Física: gênero e corporeidade no século XXI. Jundiaí, SP: Fontoura, 2010. p. 15-22.

GARCIA, Rafael Marques; BRITO, Leandro Teofilo. Performatizações queer na Educação Física Escolar. Movimento. Porto Alegre, v. 24, n. 4, p. 1321-1334, 2018

HOOKS, Bell. Ensinando a transgredir: a educação como prática da liberdade. São Paulo: Martins Fontes, 2013.

JESUS, Felipe de Souza; FREIRE, Elisabete dos Santos. Experiências e reflexões de um professor transgênero diante da docência na Educação Física No Ensino Médio. In: NOGUEIRA, Valdilene Aline; MALDONADO, Daniel Teixeira; FARIAS, Uirá de Siqueira. Educação Física Escolar no Ensino Médio: a prática pedagógica em evidência 2. Curitiba: CRV, 2018. p. 195-212.

JESUS, Mauro Louzada; DEVIDE, Fabiano Pires. Educação Física Escolar, co-educação e gênero: mapeando representações discentes. Movimento. Porto Alegre, v. 12, n. 3, p. 123-140, 2006.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 1997.

MALDONADO, Daniel Teixeira; BOCCHINI, Daniel. Educação Física Escolar e as três dimensões do conteúdo: tematizando as danças na escola pública. Conexões: revista da faculdade de Educação Física da UNICAMP. Campinas, v. 12, n. 1, p. 181-200, 2014.

NAGHETTINI, Fernando Cesar. Lutar é coisa de menina? In: NEIRA, Marcos Garcia; NUNES, Mário Luiz Ferrari. Praticando estudos culturais na Educação Física. São Caetano do Sul, SP: Yendis, 2009. p. 133-141.

NASCIMENTO, Aline Santos. Tematizando a queimada nas aulas de Educação Física: o currículo cultural em ação. Revista Brasileira de Educação Física Escolar. Ano 3, v. 1, p. 11-27, 2017.

NICOLINO, Aline Silva; PARAÍSO, Marlucy Alves. Escolarização da sexualidade: o silêncio como prática pedagógica da Educação Física. Movimento. Porto Alegre, v. 24, n. 1, p. 93-106, 2018.

OLIVEIRA, Dayane Maria. Trilhando o ritmo Sertanejo. In: NEIRA, Marcos Garcia. Educação Física cultural: o currículo em ação. São Paulo: Labrador, 2017. p. 42-52.

OLIVEIRA JÚNIOR, Jorge Luiz. Quando a mulher continua sendo a “outra” na ginástica rítmica. In: NEIRA, Marcos Garcia. Educação Física cultural: o currículo em ação. São Paulo: Labrador, 2017. p. 115-127.

RAMOS, Michelle Rodrigues Ferraz; DEVIDE, Fabiano Pires. O discurso docente sobre a relação entre conteúdos de ensino e identidades de gênero. In: DORNELLES, Priscila Gomes; WENETZ, Ileana; SCWENGBER, Maria Simone Vione. Educação Física e gênero: desafios educacionais. Ijuí: Unijuí, 2013. p. 169-192.

SANTOS JÚNIOR, Flávio Nunes. Brinquedo nada inocente: as práticas de meninos e meninas – relato de experiência. Revista Brasileira de Educação Física Escolar. Ano 2, v. 1, p. 130-139, 2016.

SANTOS, Luiz Alberto. “A Pablo Vitar não é Deus”: desconstruindo questões de identidade de gênero na dança pop. In: NEIRA, Marcos Garcia. Educação Física cultural: relatos de experiência. Jundiaí (SP): Paco, 2018. p. 133-139.

SANTOS, Luiz Alberto; NUNES, Hugo César Bueno. “Riscando a faca” no Raimundo Correia. In: NEIRA, Marcos Garcia; NUNES, Mário Luiz Ferrari. LIMA, Maria Emilia. Educação Física e culturas: ensaios sobre a prática – volume 2. São Paulo: FEUSP, 2014. p. 203-220.

SILVEIRA, Ana Aparecida Tavares; DIAS, Maria Aparecida. Repensando as relações de gênero nas vivências do ultimate frisbee na escola. Motrivivência. Florianópolis, v. 31, n. 58, p. 1-15, 2019.

SOUSA, Claudio Aparecido; MALDONADO, Daniel Teixeira; NEIRA; Marcos Garcia. Círculo de cultura e Educação Física: a tematização do funk na escola. Kinesis. Santa Maria, v. 36, n. 1, p. 116-129, 2018.

TAVARES, Marie Luce. Se ela dança, eu... e quem mais dança? – a dança como conteúdo da Educação Física e o convite à discussão de gênero. In: MALDONADO, Daniel Teixeira; NOGUEIRA, Valdilene Aline; FARIAS, Uirá de Siqueira. Educação Física Escolar no Ensino Médio: a prática pedagógica em evidência. Curitiba: CRV, 2018. p. 213-230.

TAVARES, Marie Luce; TAVARES, Anna Carolina. Educação para a diversidade: (Des)construindo as relações de gênero e sexualidade nas aulas de Educação Física Escolar no Ensino Médio. In: NOGUEIRA, Valdilene Aline; FARIAS, Uirá de Siqueira; MALDONADO, Daniel Teixeira. Práticas pedagógicas inovadoras nas aulas de Educação Física Escolar: indícios de mudanças 2. Curitiba: CRV, 2017. p. 191-204.

UNBEHAUM, Sandra. A Educação Física como um espaço educativo de promoção da igualdade de gênero e dos direitos humanos. In: KNIJNIK, Jorge Dorfman; ZUZZI, Renata Pascoti. Meninos e meninas na Educação Física: gênero e corporeidade no século XXI. Jundiaí, SP: Fontoura, 2010. p. 23-38.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Revista Brasileira de Iniciação Científica, Itapetininga, SP, Brasil, ISSN: 2359-232X

 Licença Creative Commons Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.