Diagnóstico da qualidade da água de poços artesianos da Agrovila Boa Vista, Castanhal, Pará

Lucas Jully Miranda Modesto, Yago Felipe Bricio de Abreu, Emerson Renato Maciel da Silva, Ivan Carlos da Costa Barbosa

Resumo


Diante do progressivo aumento da população ocorre a pressão desta sobre os recursos naturais. Esses recursos são sensíveis as mudanças causadas pela pressão antrópica. Logo, o reflexo dessa utilização não sustentável é visto através dos impactos ambientais abióticos até os bióticos. A água é um dos recursos mais susceptíveis a essas alterações, diante disso a importância do estudo. Por isso, o objetivo desta pesquisa foi caracterizar a qualidade da água de poços artesianos da Agrovila Boa Vista da cidade de Castanhal/PA em diferentes períodos sazonais, avaliando seus parâmetros físico-químicos para identificar parâmetros que sofrem alterações significativas na mudança de período.

Palavras-chave


Recursos hídricos; Águas subterrâneas; Qualidade da água; Nordeste paraense.

Texto completo:

PDF

Referências


ALENCAR, A. A. Monitoramento da Qualidade da Água de Poços no Calcário Jandaíra e Restrições na Agricultura Irrigada. 2007. 128 p. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia) – Programa de Pós-Graduação em Agronomia, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró – RN.

ALMEIDA, F. M. Estudo da Contaminação por Hidrocarbonetos em Postos de Serviços do Município de Abaetetuba – PA Utilizando Georadar. 2007. 144 p. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Geofísica e Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém.

ANA - Agencia Nacional das Águas. Guia nacional de coleta e preservação de amostras: água, sedimento, comunidades aquáticas e efluentes líquidas. São Paulo: CETESB; Brasília, 2011.

APHA. American Public Health Association. Standard methods for the examination of water and wastewater. 21 ed. Whashington: APHA, 2005. 1268 p.

BRASIL. Ministério da Saúde. Fundação Nacional de Saúde. Manual de controle da qualidade da água para técnicos que trabalham em ETAS. Brasília: FUNASA, 2014. 112 p.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Boas práticas no abastecimento de água: procedimentos para a minimização de riscos à saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2006. 252 p.

BRASIL. Resolução nº 396 de 3 de abril de 2008. Brasília: Conselho Nacional do Meio Ambiente, 2008.

CETESB - Companhia Ambiental do Estado de São Paulo. Secretaria do Meio Ambiente. Qualidade das águas interiores no estado de São Paulo. Significado ambiental e sanitário das variáveis de qualidade das águas e dos sedimentos e metodologias analíticas e de amostragem. São Paulo, 2009. 43 p. (Série Relatórios).

CÓDIGO DAS ÁGUAS, DECRETO Nº 24643 DE JULHO DE 1934. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1930-1939/decreto-24643-10-julho-1934-498122-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em 9 de novembro de 2018.

DE OLIVEIRA, Alexandre José et al. Coliformes Termotolerantes: bioindicadores da qualidade da água destinada ao consumo humano. Atas de Saúde Ambiental-ASA (ISSN 2357-7614), v. 3, n. 2, p. 24-29, 2016.

FERNANDES, A. M. F. Diagnóstico da qualidade da água subterrânea em propriedade rural no município de planalto, RS. 2011. 65 p. Trabalho de Conclusão de Curso – TCC (Graduação) – Departamento de Humanidade e Saúde, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul.

NAKAMURA, Cláudia Yukie et al. Avaliação da qualidade da água subterrânea no entorno de um aterro sanitário. Águas Subterrâneas, v. 28, n. 2, 2014.

REIS, E. Estatística multivariada aplicada. Lisboa, 1997.

RIBEIRO, Wagner Costa. Geografia política da água. Annablume Editora, 2008.

SILVA, Emerson Renato Maciel da. Caracterização físico-química, química e quimiométrica de águas subterrâneas dos aquíferos Pirabas e Barreiras em municípios do estado do Pará. Trabalho de Conclusão de Curso - TCC (Graduação) – Curso de Engenharia Ambiental e Energias Renováveis, Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém 2017.

TAVARES, Anderson Alberto Saldanha et al. Estatísticas Municipais Paraenses: Castanhal. Diretoria de Estatística e de Tecnologia e Gestão da Informação. – Belém, 2016.

TUNDISI, J, G.et al Recursos hídricos no Brasil: problemas, desafios e estratégias para o futur. Academia Brasileira de Ciências. Rio de Janeiro. 2014. Acesso em 9 jul de 2017. Disponível em: < http://www.abc.org.br/IMG/pdf/doc-5923.pdf>

VASCO, Anderson Nascimento do et al. Avaliação espacial e temporal da qualidade da água na sub-bacia do rio Poxim, Sergipe, Brasil. 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Revista Brasileira de Iniciação Científica, Itapetininga, SP, Brasil, ISSN: 2359-232X

 Licença Creative Commons Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.