Estudo da substituição parcial do pó de pedra por pó de balão e por resíduos de pós consumo e industrial em blocos pré-moldados de concreto

Amanda Martins Fernandes, Isabella Carolina Conceição, Márcio Roberto de Freitas, Ricardo Luiz Perez Teixeira

Resumo


Este trabalho de iniciação científica tem como objetivo estudar a influência da adição de três diferentes tipos de rejeitos nas propriedades mecânicas do concreto destinado à fabricação de pavers, visto que a indústria da construção civil é a maior responsável pela geração de resíduos. Os três rejeitos estudados foram o pó de balão, o porcelanato e a borracha de pneu, sendo que estes foram submetidos a análise de granulometria por peneiramento. A consistência do concreto fresco fabricado a partir desses traços foi analisada, bem como a resistência à compressão dos corpos de prova moldados. 

Palavras-chave


pó de balão; porcelanato; borracha de pneu; pavers; ensaios mecânicos

Texto completo:

PDF

Referências


ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas. Peças de concreto para Pavimentação - Especificação e métodos de ensaio. NBR – 9781. Rio de Janeiro, 2013.

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas. Resíduos sólidos – Classificação. NBR – 10004. Rio de Janeiro, 2004.

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas. Agregados para concreto – Especificação. NBR – 7211. Rio de Janeiro, 2009.

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas. Determinação da Consistência pelo Abatimento do Tronco de Cone. NBR NM – 67. Rio de Janeiro, 1998.

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas. Rochas para revestimento. Parte 2: Determinação da densidade aparente, da porosidade aparente e da absorção de água. NBR - 15845-2. Rio de Janeiro, 2015.

ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas. Concreto endurecido - Determinação da velocidade de propagação de onda ultrassônica. NBR – 8802. Rio de Janeiro, 2013.

ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas. Projeto de estruturas de concreto - Procedimento. NBR – 6118. Rio de Janeiro, 2014.

ASTM – American Society for Testing and Materials. ASTM C597 - 09. Standard Test Method for Pulse Velocity Through Concrete. Pennsylvania, 2010.

CÁNOVAS, Manuel Fernández. Patologia e Terapia do concreto armado. Tradução de Maria Celeste Marcondes, Carlos W. F. dos Santos, Beatriz Cannabrava. 1 ed. São Paulo: Pini, 1988.

HELENE, P. R. L. Contribuição ao estudo da corrosão em armaduras de concreto armado. 1993. 231p. Tese (Livre Docência) -Universidade de São Paulo. São Paulo, 1993.

HUANG, Baoshan. et al. Investigation into waste tire rubber-filled concrete. Journal of Material In Civil Engeneering, v.16, n.3, p. 187-194, 2004. Disponível em: < http://ascelibrary.org/doi/abs/10.1061/(ASCE)0899-1561(2004)16:3(187) >. Acesso em: 31 jan. 2019.

FREITAS, Camila. Estudo do Desempenho Mecânico de Concreto com Adição de

Partículas de Borracha para Aplicação como Material de Reparo em Superfícies

Hidráulicas. 2007. 138 p. Dissertação (Mestrado) - Curso de Engenharia e Ciências dos

Materiais, Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Curitiba, 2007. Disponível em:< http://www.pipe.ufpr.br/portal/defesas/dissertacao/126.pdf>. Acesso em 13 jul. 2018.

OLIVEIRA, Míriam Regina Cardoso; MARTINS, Jader. Caracterização e classificação do resíduo sólido "pó do balão", gerado na indústria siderúrgica não integrada a carvão vegetal: estudo de um caso na região de Sete Lagoas/MG. Revista Química Nova, v. 26, n.1, São Paulo, 2003. Disponível em:< http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-40422003000100002>. Acesso em 8 fev. 2019.

SANTOS, J.R. Betão com agregados grossos reciclados de betão. Revista Concreto, ISSN 1806-9673, IBRACON- Instituto Brasileiro do Concreto, p.10-14, São Paulo, 2005.

SANTOS, André Miranda dos. et al. Análise do módulo de elasticidade estático e dinâmico para diferentes dosagens de concreto. 55º Congresso Brasileiro do Concreto (IBRACON), Gramado, 29 de outubro a 1º de novembro, 2013. Disponível em:< http://www.phd.eng.br/wp-content/uploads/2014/06/264.pdf>. Acesso em 13 jul. 2018.

SILVA, Anna Jacqueline Santos. et al. Desenvolvimento de concreto colorido com alta resistência por meio do uso de pigmentos, cura térmica e pó de quartzo. CONTECC’- Congresso Técnico Científico da Engenharia e da Agronomia, Fortaleza, 15 a 18 de setembro, 2015. Disponível em:< http://www.confea.org.br/media/Civil_desenvovimento_de_concreto_colorido_de_alta_resistencia_por.pdf >. Acesso em 12 fev. 2019.

TELLES, Fernanda Fumaneli Goes. et al. Reutilização de resíduos finos oriundos do processo siderúrgico. VIII Congresso Brasileiro de Engenharia Química em Iniciação Científica, Uberlândia, 27 a 30 de julho, 2009. Disponível em:< http://www.cobeqic2009.feq.ufu.br/uploads/media/108922822.pdf>. Acesso em 8 fev. 2019.

T & A Blocos e Pisos. Manual técnico de piso intertravado de concreto. Fortaleza, 2004. Disponível em:< http://www.tea.com.br/wp-content/uploads/2011/05/Manual_Tecnico_Pisos_2010.pdf>. Acesso em 8 fev. 2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Revista Brasileira de Iniciação Científica, Itapetininga, SP, Brasil, ISSN: 2359-232X

 Licença Creative Commons Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.