“É de mais ou de menos?” Princípios e orientações didáticas sobre a resolução de problemas no ensino da matemática

Caroline Verza de Carvalho França, Luciana Figueiredo Lacanallo Arrais

Resumo


Este artigo tem como objetivo apresentar princípios e orientações didáticas para a Resolução de Problemas-RP no ensino da Matemática, não entendendo-a como um processo linear, mas sim com diferentes níveis de compreensão e complexidade. O trabalho originou-se de um Projeto de Iniciação Científica e de um Trabalho de Conclusão de Curso de Pedagogia realizado entre 2017-2018, na Universidade Estadual de Maringá. Esperamos por meio desse trabalho, contribuir com as pesquisas sobre a organização do ensino da Matemática, por meio da RP, enquanto metodologia de ensino, capaz de evidenciar o papel da escola e do professor no processo de formação humana.


Palavras-chave


Resolução de Problemas. Ensino da Matemática. Princípios e Orientações Didáticas.

Texto completo:

PDF

Referências


BAILIEIRO, Inocêncio Fernandes. Arquimedes, Pappus, Descartes e Polya – Quatro Episódios da História da Heurística. 2004. 217 p. Tese (Doutorado em Ensino e seus Fundamentos Filosófico-Científicos). Rio Claro: IGCE – UNESP, 2004.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs). Matemática. Ensino Fundamental. Ensino de primeira à quarta série. I. Brasília: MEC/SEF, 1997.

BRASIL. Diretrizes Curriculares da Educação Básica. Matemática. Secretaria de Estado da Educação do Paraná. 2008. Disponível em: . Acesso em: 27/08/2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica/ Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Currículos e Educação Integral. Brasília: MEC, SEB, DICEI, 2013. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2017.

CHAIKLIN, Seth. A zona de desenvolvimento próximo na análise de Vigotski sobre aprendizagem e ensino. Tradução: Juliana Campregher Pasquali. Psicologia em Estudo: Maringá, v. 16, n. 4, out./dez. 2011. p. 659-675.

Dicionário Etimológico: etimologia e origem das palavras. Disponível em: < https://www.dicionarioetimologico.com.br/arte/>. Acesso em: 18/06/2018.

DEGUIRE, Linda J. Polya visita a sala de aula. In: KRULIK, Stephen; REYS, Robert E. (Org.). A resolução de problemas na matemática escolar. Tradução de Hygino H. Domingues e Olga Corbo. São Paulo: Atual, 1997, p. 99-113.

FERREIRA. Aurélio Buarque de Holanda. Mini Aurélio: O dicionário da Língua Portuguesa. Curitiba: Positivo, 2010.

FIORENTINI, Dario. Alguns modos de ver e conceber o ensino da matemática no Brasil. Revista Zetetike, Campinas, ano 3, n. 4, p. 1-38,1995.

FREITAS, Raquel Aparecida Marra da Madeira. Ensino por problemas: uma abordagem para o desenvolvimento do aluno. São Paulo: Educação e Pesquisa, v. 38, n. 2, p. 403-418, abr./jun. 2012.

MOISÉS, Roberto Perides. A Resolução de problemas na perspectiva Histórico/Lógica: o problema em movimento. 1999. Dissertação (Mestrado em Educação). — Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.

POLYA, George. A arte de resolver problemas: um novo aspecto do método matemático. Tradução e adaptação Heitor Lisboa de Araújo. 1. reimp. Rio de Janeiro: Interciência, 1978.

POLYA, George. A arte de resolver problemas: um novo aspecto do método matemático. Tradução e adaptação Heitor Lisboa de Araújo. 2. reimp. Rio de Janeiro: Interciência, 1995.

POLYA, George. How To Solve It: a new aspect of mathematical method. Second Edition. New Jersey: Princeton University Press, 1957.

RODRIGUES, Cleide Oliveira; SANTOS, Sandra da Silva; SOUZA, Thaís Maia Galvão de. Metodologia da resolução de problemas: uma prática viável para o ensino de matemática. III CONEDU: Congresso Nacional de Educação, Natal-RN, 2016.

RUBTSOV, Vitaly. A atividade de aprendizado e os problemas referentes à formação do pensamento teórico dos escolares. In: GARNIER, Catherine; BEDNARZ, Nadine; ULANOVSKAYA, Irina. Após Vygotsky e Piaget: perspectivas social e construtivista. Escolas russa e ocidental. Tradução: Eunice Gruman. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996, p. 129-137.

VIGOTSKI, Lev Semynovich. Aprendizagem e desenvolvimento intelectual na idade escolar. In: VIGOTSKI, Lev Semyonovich; LURIA, Alexander Romanovich; LEONTIEV, Alexei Nikolaevich. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 14 ed. São Paulo: Ícone, 2016, p. 103- 118.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Revista Brasileira de Iniciação Científica, Itapetininga, SP, Brasil, ISSN: 2359-232X

 Licença Creative Commons Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.