O impacto das vitórias de Jesse Owens nas olimpíadas de 1936 na Alemanha nazista

Lorrany Vitoria Araújo Lourenço de Souza, Cleber Eduardo Karls

Resumo


: Neste artigo analisaremos o impacto das vitórias do atleta norte-americano Jesse Owens na tentativa de Adolf Hitler em exaltar a superioridade da raça ariana. Abordando o uso dos Jogos Olímpicos de Verão, realizados em Berlim em 1936 como forma de restaurar a autoestima dos nazistas, propagar as doutrinas destes, além de sublimar a raça ariana como superior. Utilizando periódicos publicados no Rio de Janeiro na década de 1930, além da historiografia que retrata o assunto, analisaremos a repercussão que o feito do atleta obteve

Palavras-chave


Esporte; Jesse Owens; Nazismo; Jogos Olímpicos de 1936; Raça Ariana

Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS

AS Doutrinas Nazistas de Adolf Hitler. Direção: Paul Copeland. [S.l.]: History Channel, 2011

BOLSANELLO, Maria A. Darwinismo social, eugenia e racismo científico: sua repercussão na sociedade e na educação brasileiras. Curitiba: UFPR, 1996.

CARVALHO, Pedro C. O Fascismo e o Nazismo. CIARI, Lisboa, Maio 2007.

GONÇALVES, Antônio B. A Eugenia de Hitler e o racismo na ciência, 2 Maio 2006. Disponivel em: . Acesso em: 24 Maio 2018.

LIMA, Mariza. A. D.; MARTINS, Clóvis J.; CAPRARO, André M. Olimpíadas Modernas: A história de uma tradição inventada. Pensar a Prática, p. 1-11, Abril 2009.

LUCA, Tania R. D. História dos, nos e por meio dos periódicos. In: ______ Fontes Históricas. São Paulo: Contexto, 2005. p. 111-154.

MOSTARO, Filipe. F. R. Os Jogos Olímpicos de Berlim 1936: o uso do esporte para fins nada esportivos. [S.l.]: [s.n.], 2012.

OLYMPIC Games. Olympic. Disponivel em: . Acesso em: 10 Junho 2018.

POGGI, Tatiana. Faces do extremo: uma análise do neofascismo nos Estados Unidos da América. Niterói: Universidade Federal Fluminense, Instituto de Ciências Humanas e Filosofia, Departamento de História, 2012.

SCHAAP, Jeremy. Triumph: The untold story of Jesse Owens and Hitler's Olympics. Nova York: Houghton Mifflin Company, 2007.

WIGGINS, David K. Glory Bound: black atletes in a white America. Syracuse: Syracuse University Press, 1997.

ZANDONADE, Vanessa; FAGUNDES, Maria Cristina J. O vídeo documentário como instrumento de mobilização social. BOCC, p. 15, 2003.

FONTES

A abertura da XI Olympiada. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 2 Agosto 1936, p.8.

AS próximas eleições geraes na Allemanha. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 22 Julho 1930, p.1.

BATIDO o record mundial dos 110 metros sobre barreiras. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 25 junho 1936, p.11.

EM torno das eleições na Allemanha. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 18 Setembro 1930, p.6.

JESSE Owens - a maravilha negra do athletismo norte-americano. A Noite, Rio de Janeiro, 1 Julho 1935, p,7.

JESSE Owens bateu o record mundial. O Radical, Rio de Janeiro, 3 Agosto 1936, p.8.

JESSE Owens luta contra a miséria. O Globo Sportivo, Rio de Janeiro, 21 Setembro 1938, p. 26.

JESSE Owens recordista mundial de 100 metros é o franco favorito às provas de 200 metros e salto em distância. Gazeta de Notícias, Rio de Janeiro, 3 Agosto 1936, p.14.

NOVIDADES Olympicas. O Imaparcial, Rio de Janeiro, 11 Julho 1936, p.7.

O athletismo norte-americano na XI Olympiada. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 24 abril 1936, p.16.

OWENS e Peacock, duas maravilhas do athletismo. Jornal dos Sports, Rio de Janeiro, 3 janeiro 1936, p.4.

UNCHÔA, Marcos. Hitler usou as Olimpíadas para fazer propaganda do nazismo em 1936. Jornal da Globo, Rio de Janeiro, 11 Agosto 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Revista Brasileira de Iniciação Científica, Itapetininga, SP, Brasil, ISSN: 2359-232X

 Licença Creative Commons Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.