Processos de civilização na infância: a civilidade no grupo escolar

Vanessa Santos, Adriana Horta Faria, Magda Sarat

Resumo


No presente trabalho buscamos investigar na história de um grupo escolar entre os anos de 1970-1974, os modos como tal instituição preconizava a formação para seus ingressantes, considerando uma educação pautada em modelos civilizadores. Trabalhamos metodologicamente com registros e documentos, analisamos as atas das reuniões administrativas e pedagógicas produzidas no período e a documentação revelou todas as decisões para o funcionamento da instituição desde sua fundação. Logo, percebemos rígido controle nas atividades docentes, detectamos resquícios de modelos da civilidade e da urbanização inerentes a organização escolar que se voltava à disciplina, muito presente na formação da infância local.


Palavras-chave


História da Educação; História da Infância; Processos Civilizadores

Texto completo:

PDF

Referências


ARIÈS, P. História Social da Criança e da Família. 2º ed., Rio de Janeiro: Zahar, 1981.

CUNHA, Maria Isabel da. O tema da formação de professores: trajetórias e tendências do campo na pesquisa e na ação. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 39, n. 3, p. 609-626, sep. 2013. ISSN 1678-4634. Disponível em: . Acesso em: 18 july 2018.

ELIAS, N.. O processo civilizador: uma história dos costumes. Tradução: Ruy Jungmann. Rio de Janeiro: Jorge Zahar 2º Ed. 2011. vol. 1.

FURTADO, A. C.; SCHELBAUER, A. R.; SÁ, E. F.; Escola Primária Rural: caminhos percorridos pelos estados de Mato Grosso e Paraná (1930-1961). In: SOUZA, R. F.; PINHEIRO, A. C. F.; LOPES, A. P. C. (Org.). História da Escola Primária no Brasil: investigações em perspectivas comparada em âmbito nacional. Aracaju: Edise, 2015, 504 p.

GALLEGO, R. C.; CÂNDIDO, R. M. Uma discussão sobre os sentidos da integração de feriados, festas e comemorações cívicas no calendário das escolas primárias paulistas (1890-1930). Educ. rev. vol. 31 nº 2 Belo Horizonte Apr./June 2015.

NÓBREGA, P. Grupos Escolares: modernização do ensino e poder oligárquico. In: DALLABRIDA, N. (Org.) Mosaico de Escolas: modos de educação em Santa Catarina na primeira república. Florianópolis: Cidade Futura, 2003. 312p.

NORA, Pierre. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Projeto História, São Paulo, n.10, dez. 1993, p.7-28.

SARAT, M. A Infância e a Formação Civilizada do Indivíduo em Norbert Elias. Anais do XIV ‘Simpósio Internacional Processos Civilizadores: civilização, fronteiras e diversidade’ e V Seminário do grupo de pesquisa ‘Educação e Processo Civilizador’. EDUFGD, 2012.

SAVIANI, D. História das ideias pedagógicas no Brasil. 4º Ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2013.

SOLIDADE, W. Grupo Escolar Presidente Vargas, Dourados-MT: a escola primária urbano/rural em tempos de mudanças no ensino elementar brasileiro (1963-1974). 2015. 224 f. Dissertação (mestrado em educação) – Universidade Federal da Grande Dourados, MS. 2015.

VALENTE, G. A. Laicidade, Ensino Religioso e religiosidade na escola pública brasileira: questionamentos e reflexões. Revista pro.posições. São Paulo. V. 29, N. 1 (86) jan./abr. 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Revista Brasileira de Iniciação Científica, Itapetininga, SP, Brasil, ISSN: 2359-232X

 Licença Creative Commons Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.