Jovens na iniciação científica: experiências de gênero e emoções

Bruna Navarone Santos, Cristiane Nogueira Braga, Ana Tereza Pinto Filipecki, Isabela Cabral Félix de Sousa

Resumo


Este trabalho privilegia as experiências de gênero e as emoções de alunos (as) de Ensino Médio do Programa de Vocação Científica da Fundação Oswaldo Cruz. Investigamos se e como as emoções estão relacionadas a estereótipos de gênero. Foram revisadas entrevistas semiestruturadas, realizadas em 2006, com oito moças e sete rapazes sobre suas expectativas, práticas e escolhas acadêmicas e/ou profissionais. Identificamos nos relatos mais moças do que rapazes escolhendo Medicina, como futura carreira, e se ressentindo pela restrição dos responsáveis no seu engajamento fora do lar.


Palavras-chave


gênero; emoção; ensino médio; iniciação científica

Texto completo:

PDF

Referências


ANYON, J. Interseções de gênero e classe: acomodação e resistência de mulheres e meninas às ideologias de papéis sexuais. Cadernos de Pesquisa, n.73, p.13-25, 1990.

FORMIGA, N. S. Diferença de gênero nos antecedentes das emoções de raiva, alegria e tristeza. Revista Científica Eletrônica de Psicologia, v. 3, p.1-16, 2006.

GERTH, H. H. & MILLS, C. W. Character and social structure: the psychology of social institutions. London: Routledge & Kegan Paul, 1954.

MINAYO, M. C. S. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes,1994.

OVIGLI, D. F, B. Iniciação científica na educação básica: uma atividade mais do que necessária. Revista Brasileira de Iniciação Científica, v. 1, n. 1, p. 78-90, 2014.

PROCHASSON, Christophe. Emoções e política: primeiras aproximações. Varia Historia, v. 21, n. 34, p. 305-324, 2005.

ROSEMBERG, F.; AMADO, T. Mulheres na escola. (1992). Cadernos de Pesquisa, n.80, p.62-74, 2013.

ROSSI, A. S. Women in science: Why so Few? Science, v.148, n. 3674, p.1196-1202,1965.

SCHEFFER, M., BIANCARELLI, A., & CASSENOTE, A. Demografia Médica no Brasil 2015. São Paulo: DMPUSP, Cremesp, CFM, 2015.

SCOTT, J. W. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação & Realidade, v. 20, n.2, p.71-99, 1995.

SILVIA, P. J. Interest –The curious emotion. Current Directions in Psychological Science, v.17, n.1, p.57-60, 2008.

TABAK, F. Apesar dos avanços: obstáculos ainda persistem. Cadernos de gê¬nero e tecnologia,v.3, n.11, p.9-20, 2007.

THOITS, P. A. The sociology of emotions. Annual Review of Sociology, v.15, n.1, p.317-342,1989.

WOLFF, C. S. Pedaços de alma: emoções e gênero nos discursos da resistência. Revista Estudos Feministas, v.23, n.3, p.975-989, 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Revista Brasileira de Iniciação Científica, Itapetininga, SP, Brasil, ISSN: 2359-232X

 Licença Creative Commons Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.