Trabalho e informalidade a função social dos trabalhadores ambulantes no espaço urbano

Maria Julia Batista de Oliveira Ries, Inez Stampa

Resumo


Este artigo do desenvolvido a partir do projeto de pesquisa “Transporte ferroviária urbano em questão: Análise das políticas públicas em pauta e as consequências para os trabalhadores da Região Metropolitana do Rio de Janeiro”. Na pesquisa o universo se resume ao trabalho dos ambulantes do ramal Santa Cruz nos trens cariocas, é nesse contexto que este artigo promove uma reflexão sobre a função social dos trabalhadores ambulantes dos trens e seus desdobramentos no espaço urbano.  O objetivo do artigo é analisar a partir das Ciências Sociais, o que categorizamos de função social, para dialogar com a informalidade do mercado de trabalho nos trens cariocas, tendo em vista uma sociedade excludente. Compreendemos que a pesquisa que desencadeou nesse artigo proporciona uma analise sobre as relações sociais e possui uma grande relevância social, sobretudo por ser uma análise baseada em informações vindas dos próprios trabalhadores a partir dos instrumentos metodológicos de pesquisa

Texto completo:

102-120

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

Revista Brasileira de Iniciação Científica, Itapetininga, SP, Brasil, ISSN: 2359-232X

 Licença Creative Commons Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.